Grandes empresas contratam pessoas com deficiência

Em cumprimento à Lei de Cotas de Deficiência, que estabelece que entre 2% e 5% do quadro total de funcionários das empresas devem ser deficientes, diversas empresas de todo o País estão contratando profissionais, com ou sem experiência, para vários cargos e com as mais diversas deficiências.
De acordo com dados do Censo, realizado em 2000, cerca de 24,5 milhões de pessoas (ou 14,5% da população brasileira) têm algum tipo de incapacidade para ver, ouvir ou mover-se em decorrência de deficiência física ou mental.
De acordo com dados do Censo, realizado em 2000, cerca de 24,5 milhões de pessoas (ou 14,5% da população brasileira) têm algum tipo de incapacidade para ver, ouvir ou mover-se em decorrência de deficiência física ou mental.
Por isso, só o Grupo Pão de Açúcar, por exemplo, está com 1 mil vagas abertas a portadores de deficiência física, mental, auditiva e visual. Uma das empresas pioneiras no País a oferecer oportunidade de trabalho a deficientes, o Grupo desenvolve, desde 1999, um programa específico para contratação destes profissionais.
Os cargos oferecidos são, em sua maioria, para Operadores de supermercado e Separadores de mercadoria, disponíveis em todas as bandeiras do Grupo (Extra, CompreBem, Pão de Açúcar, Sendas e ABC Barateiro) e também nos centros de distribuição de todo o Brasil.
Já a loja de departamentos Riachuelo está recrutando cerca de 450 pessoas portadoras de deficiência, em nível nacional, para trabalharem em umas das 76 lojas espalhadas em todo o País, atuando nos mais diversos setores. No momento, a empresa ainda está implementando as condições necessárias na infra-estrutura de seu ambiente para receber os novos profissionais. "Acredita-se que em maio começaremos a fazer o processo de seleção. No entanto, já estamos recebendo os currículos", explica a analista de Recursos Humanos da Riachuelo, Andréia Roberto.
Além disso, outras importantes empresas de recrutamento, seleção e (re)colocação profissional, como o Centro de Solidariedade ao Trabalhador, da Força Sindical, e a Adimax RH, somam mais de 420 oportunidades de emprego em várias regiões do Estado de São Paulo.

Pão de Açúcar

Dentro da política de fomentar a diversidade dentro do ambiente de trabalho, o Grupo Pão de Açúcar contrata pessoas com deficiência que tenham, no mínimo, ensino médio completo, maiores de 18 anos, com independência de locomoção ao local de trabalho e que não sejam aposentados por invalidez.
Os candidatos podem entregar seus currículos diretamente nas lojas e centros de distribuição do Grupo ou cadastrar-se aqui.

Riachuelo

A Riachuelo, uma das maiores lojas de departamento do Brasil, reconhecida por seus produtos de moda feminina, masculino e acessórios, está modificando as instalações e infra-estrutura das lojas e escritórios da rede para receber esses novos profissionais.
"A nossa idéia é de conscientizar os nossos funcionários em saber lidar com essas pessoas, que devem ser tratadas como pessoas normais, porque é o que elas são", conta o gerente de responsabilidade social, Rogério Wanderley Rocha de Oliveira. Dentre as atividades que serão implantadas, será distribuída uma cartilha de conscientização aos funcionários da empresa.
Para ele é importante que haja uma preparação no grupo e adaptações na estrutura dos espaços físicos. "É necessário haver uma sensibilização e, desde sempre, a Riachuelo importa-se em trabalhar na área social mais ampla, seja com voluntariado, o bem-estar social e, até mesmo, com o cumprimento da Lei de Cotas, que dá oportunidade às pessoas portadoras", completa Oliveira.
No total são cerca de 450 vagas em todo o Brasil, distribuídas entre as mais de 70 lojas da rede e outros tantos escritórios. "Serão criadas oportunidades nos departamentos pessoal, jurídico, recursos humanos, entre outros", exemplifica o gerente de responsabilidade social. Haverá, ainda, vagas de emprego para a área de Call Center e o atendimento nas lojas.
Os cargos que serão gerados são, basicamente, Auxiliar e Assistente, além de Operador, Caixa, Balconista, entre outros. Os candidatos devem ter ensino médio completo, alguma experiência profissional e mais de 18 anos. A carga horária de trabalho é de oito horas diárias e os salários oscilam entre R$ 400,00 e R$ 800,00.
Portadores de deficiência interessados em candidatar-se às vagas da Riachuelo devem encaminhar um e-mail ao departamento de recursos humanos. O endereço é:
consultrh@riachuelo.com.br No campo "assunto", o candidato deverá mencionar que está concorrendo a uma vaga para deficientes e destacar para qual cidade/Estado. Quem quiser, pode comparecer a uma das lojas da rede e saber sobre como proceder para encaminhar o currículo. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (11) 6281-2260.

Outras vagas

Desde outubro do ano passado, o Centro de Solidariedade ao Trabalhador, da Força Sindical, em parceria com a Delegacia Regional do Trabalho (DRT), intensificou a busca por profissionais com deficiência que almejam conseguir uma oportunidade no mercado de trabalho. Após ter criado uma equipe especializada em atendimento a portadores de deficiência, e com o apoio dos veículos de comunicação, o Centro vem promovendo uma vasta divulgação no intuito de auxiliar as empresas no preenchimento das vagas.
São 385 oportunidades, distribuídas em várias regiões do Estado de São Paulo, para candidatos com ou sem experiência e escolaridade variando desde ensino fundamental incompleto a superior completo. O salário pode ultrapassar o valor de R$ 1.000,00 mensais.
O destaque das vagas vai para as 20 oportunidades destinadas ao cargo de Auxiliar de Almoxarifado, outras 15 para Auxiliar de Contabilidade e mais 15 para Cobrador de Transporte Coletivo. Em todos os casos é exigido 2º grau completo e não é necessário possuir qualquer experiência profissional. As oportunidades são para trabalhar, respectivamente, no Butantã, na Zona Oeste, Santo André, no ABC paulista e Jardim São Luís, na Zona Sul. Os salários ultrapassam o valor de R$ 500,00.
Para inscrever-se às vagas relacionadas basta comparecer a um dos postos do Centro de Solidariedade, levando currículo, carteira de trabalho, carteira de identidade e certificado de escolaridade. O atendimento será feito mediante chamada da senha, no setor específico para portadores de deficiência. Os endereços e horários de funcionamento do Centro são:

* São Paulo/SP: rua Galvão Bueno, 782 - Liberdade. Horário: das 7h00 às 16h00;

* Diadema/SP: rua Antônio Dias Adorno, 780 - Vila Nogueira. Horário: das 8h00 às 17h00;

* Guarulhos/SP: rua dos Metalúrgicos, 147 - Centro. Horário: das 8h00 às 17h00;
* Osasco/SP: rua Erasmo Braga, 860- Presidente Altino. Horário: das 8h00 às 17h00;

* Santo André/SP: rua Dona Gertrudes de Lima, 202 - Centro. Horário: das 8h00 às 17h00;

* Santo Amaro/SP: rua Barão do Rio Branco, 864. Horário: das 8h00 às 17h00.

Já a empresa Adimax, que oferece soluções no recrutamento e seleção de pessoal, está disponibilizando, para esta semana, boas oportunidades de emprego, especificamente para portadores de deficiência.
O destaque vai para 30 vagas ao cargo de Operador de Telemarketing. Interessados de ambos os sexos, com ou sem experiência e noções de informática podem candidatar-se, inclusive se forem cadeirantes. As oportunidades são para atuar no Centro de São Paulo.
Há, ainda, boas chances para quem pretende atuar como Assistente ou Auxiliar, na área de Vendas, Compras, Administração ou Departamento Pessoal.
Para candidatar-se a uma das chances em aberto basta enviar o currículo, por e-mail, para o seguinte endereço eletrônico:
selecao@adimax.com.br, mencionando no campo "assunto" o cargo para o qual está se candidatando. Quem preferir pode comparecer, pessoalmente, à sede da empresa, localizada na rua Barão de Itapetininga, 46 - 8º andar, conjunto 811, Centro, São Paulo/SP. O horário de atendimento é das 8h00 às 15h00.

Fonte: Jornal dos Concursos e Empregos – Rede Saci

Voltar - Topo